Pastores são condenados à prisão por protesto contra remoção de cruz na China

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

chinaIstambul – 01/03/2016

De acordo com o jornal The Christian Post e a mídia internacional, o pastor da principal igreja protestante da província de Zhejiang, em Hangzhou, no leste da China, foi preso nesta semana por peculato depois de se opor à retirada de cruzes cristãs.

A cidade lançou uma campanha para retirar as cruzes cristãs dos telhados de locais de culto. Como a iniciativa foi criticada pelos opositores, que consideram a medida uma regressão religiosa, e muitos mantiveram as cruzes, a polícia local deteve o chefe da igreja, o pastor Gu Yuese, suspeito de peculato e outros crimes econômicos, destacou a imprensa local.

De acordo com a mídia local, a nova regulamentação determina que as cruzes devem ser colocadas na fachada e não podem superar mais do que um décimo da altura dos edifícios.

A prisão desse pastor ocorre uma semana após a condenação a 14 anos de prisão de um outro pastor protestante, Bao Guohua, também acusado de peculato depois de se opor à remoção das cruzes. A esposa de Bao Guohua, Xing Wenxiang, foi condenada a 12 anos de prisão, informou a imprensa. Para as organizações de direitos humanos como a China Aid as acusações são indevidas e fazem parte da repressão do governo contra a religião.

 

Compartilhe:

Deixe comentário