Apóstolo Paulo passou pela região da Galácia onde hoje está a capital Ancara

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

Istambul – 12/05/2020

Por Silvana Coelho

Neste post quero falar sobre Ancara, capital da Turquia, que se encontra na região da Anatólia Central. Na Antiguidade a cidade era chamada de Ancira e localizava-se numa região então conhecida como Galácia. Aliás, esse nome nos remete à carta aos Gálatas, escrita pelo apóstolo Paulo, que também quero abordar mais à frente.

As escavações arqueológicas na região de Ancira (atual Ancara) apontam que os primeiros assentamentos ocorreram em 1.200 a.C., pelos frígios, quando estes migraram da Trácia e Macedônia. No começo do século 8 a.C. eles estabeleceram a capital em Gordion (atual Yassihüyük), a cerca de 100 km de Ancara. Em 738, o Rei Midas – aquele cuja lenda diz que tudo em que tocava virava ouro – assumiu o trono. Nesse local existem muitos túmulos, entre os quais está o do rei Midas, feito de madeira. Ali foram encontrados muitos objetos, como bandejas, cerâmicas e metais, entre outros, usados na cerimônia fúnebre para o rei.

A região abrigou muitas civilizações e esteve sob o controle de vários impérios, como o Hitita, o Persa (334 b.C.) e o Romano. Essa região era privilegiada devido a junção de várias importantes rotas comerciais e de fluxos migratórios da Ásia Menor. Passava por ali a Estrada Real, uma das rotas principais da Antiguidade, desde Sardes (atual Sart), antiga capital da Lídia, até a cidade de Susã (atual Irã), na antiga Mesopotâmia.

Ancira foi ainda a capital do reino Celta da Galácia no ano 266 a.C. Posteriormente, em 25 a.C., tornou-se capital da nova província da Galácia na Ásia Menor. Foi muito importante durante o período Bizantino, onde ocorreram três Concílios da Igreja. O primeiro, em 314 a.C., foi o sínodo plenário ortodoxo cujos cânones visavam a reparar o estrago provocado na Igreja pelas perseguições. Em 358, foi um sínodo semi-ariana, presidida por Basílio de Ancira que buscou condenar as blasfêmias do Arianismo, mas acabou estabelecendo uma doutrina igualmente herética na proposição de que o Filho era em todas as coisas semelhantes ao Pai, mas não idêntico em substância. No terceiro sínodo, em 375, os bispos arianos se reuniram na cidade e depuseram vários bispos oponentes.

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

Na capital Ancara está o excelente Museu das Civilizações da Anatólia, que reúne objetos arqueológicos referentes às várias civilizações que passaram por lá. Vale a pena visitar o Mausoléu de Mustafá Kemal Ataturk (ANITKAB?R), que fundou a República da Turquia, em 1923, e tornou-se seu primeiro presidente.

Região bíblica da Galácia

Província romana da Galácia ocupava a parte central da Ásia Menor e era delimitada pelas cidades da Capadócia, Bitínia e Ponto, além da Panfília, conforme se lê no livro de 1 Pedro (1Pe 1:1) endereçado aos cristãos. O texto diz: “Pedro, apóstolo de Jesus Cristo, aos eleitos que são forasteiros da Dispersão no Ponto, Galácia, Capadócia, Ásia e Bitínia”. O apóstolo Paulo passou pela então Galácia (At 18:23), à qual foi anexada as cidades da Licaônia, Paflagônia, Pisídia, Ponto e Frígia (1Co 16:1).

O apóstolo Paulo também escreveu a carta aos gálatas (Gl 1:1-2) em que enfatiza “a justificação pela fé somente”, além de apresentar as instruções para uma vida cristã. Presume-se que essa epístola tenha sido escrita entre 55 e 57 d.C., durante sua segunda viagem missionária.

Mais informações sobre Ancara podem ser encontradas no livro Turquia – Caminhos Cristãos e as Sete Igrejas da Ásia Menor, que está à venda pelo site www.caminhoscristaos.com.br, no formato impresso, ou ainda pela www.amazon.com.br, no formato digital.

 

 

Compartilhe:

Deixe comentário