Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

Jesus_criança-amorSacrifício é uma oferta aceitável a Deus. Viver sacrificialmente é oferecer sua vida a Deus. Tal sacrifício é aceitável a Deus por causa da obra de Cristo em você; ele é o sacrifício supremo e completo para a expiação do pecado, conforme está escrito em Hebreus 7.26-27.

Miquéias sabia que ofertas excessivas não eram aceitáveis a Deus (Mq 6.6-8). Davi e Isaías sabiam que um coração contrito era aceito por Deus (Sl 51.17; Is 66.2). Paulo descreveu esse acordo como um sacrifício vivo: “Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional” (Rm 12.1).

Embora você nunca possa fazer nada comparável à morte sacrificial de Cristo – e isso nem é, de fato, requerido – sua entrega tem de ser completa e sincera. Ser um sacrifício vivo significa obedecer aos maiores mandamentos de Deus, dar a Ele todo seu amor, vontade, mente e corpo: “Amarás teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e entendimento” (Mc 12.29-31), confirmando isso por meio de serviço prático e diário ao próximo.

Nenhuma expressão de amor, por mais custosa que seja, equipara-se ao preço pago por Cristo. A mulher perdoada derramou um bálsamo caro, perfumado, para ungir os pés de Jesus, mas seu presente envolvia o reconhecimento de seu passado e o risco da revelação de seu pecado. Seu exemplo de oferta sacrificial não passou despercebido (Lc 7.36-50).

Compartilhe:

Deixe comentário