Mulheres de Fé – Sermão do Monte

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

fundo_topo2015-Original_red2Estudos bíblicos – Parte I

Istambul – 20/04/2016

Nosso pequeno grupo de mulheres brasileiras, cada uma vivendo na Turquia por motivos diferentes, se reúne semanalmente e tem se dedicado a estudar alguns capítulos da Bíblia. Esses encontros têm sido importantes para as nossas vidas como forma de integração, descontração e, principalmente, como uma maneira de estarmos perto de Deus.

Tenho um propósito no meu coração de fazer, sempre que possível, um resumo de nossos estudos, assim, outras pessoas poderão aprender um pouco mais da Palavra de Deus.

Desde o final de março já avançamos em nosso estudo sobre a importância de se pregar o Evangelho às pessoas, apesar das circunstâncias, e não só através da conversa, mas de nosso comportamento também; sobre a responsabilidade de oração; sobre o que nos afasta de Deus.

Em João 17:9, vimos que Jesus intercedeu por nós e como nós podemos e devemos interceder pelos outros também, afim de resgatar os pecadores. Em Atos 4:13-14 diz que as pessoas precisam enxergar Jesus em nós, por meio de nossa conduta.

Entretanto, em 2Pedro 1:8 Deus nos mostra que devemos melhorar para depois resgatarmos os outros, ou seja, o Senhor nos lembra que a cada dia devemos fazer esse exercício de autoanálise.

Em João 3:19, estudamos sobre o nascer de novo, no Espírito Santo, pois somos luz para o mundo. Como sabemos, cada um tem um chamado e uma missão para cumprir de acordo com a vontade de Deus. Por isso, devemos estar em oração constante para que Deus nos capacite, nos fortaleça e nos dê ânimo “para combater o bom combate”, como disse o apóstolo Paulo.

O Sermão do Monte

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

No sermão do monte, em Mateus 5:1-11, o texto aborda as bem-aventuranças e nos mostra que Deus fala conosco diretamente.

Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus. Aqui cabe uma reflexão sobre ser espiritualmente pobre, ou seja, aquele que é pobre de espírito depende do Pai, se esvazia de si para fazer a vontade do Pai. É aquele que entende que depende só de Deus e não se julga superior, como fez Jesus.

Se estamos no lugar ou situação em que Deus nos colocou (e muitas vezes não gostaríamos de estar), certamente é porque estamos fazendo Sua vontade. Mas sabemos que toda a glória não é nossa, mas sim de Deus.

O texto fala ainda que bem-aventurados são os que choram, pois serão consolados; os mansos, pois herdarão a terra; os que têm fome e sede, pois serão fartos; os misericordiosos, pois alcançarão misericórdia; os limpos de coração, pois verão a Deus; os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus; e os perseguidos por causa da justiça, pois deles é o reino do céu. Mas no Salmo 126, o salmista nos garante que os que com lágrimas semeiam, com júbilo ceifarão.

Para complementar, ser misericordioso é olhar com os olhos da graça, fazer parte de uma nova história, lutar por justiça, ser sal da terra e luz para o mundo, ou seja, somos chamados para ser cura física, espiritual e emocional aos que estão ao nosso redor. Nossa vida em Cristo tem que dar sede de vida nos outros.

 

 

 

 

Compartilhe:

Deixe comentário