Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

viciosDiariamente, nos deparamos com situações na vida das pessoas, conhecidas ou desconhecidas, que nos levam a um imenso questionamento sobre as atitudes dos seres humanos contra si mesmos. E, na maioria das vezes, não encontramos respostas que expliquem tais atitudes.

Observamos os inúmeros casos de pessoas que nascem com saúde e inteligência, sem vícios ou qualquer deficiência física que os impeça de trabalhar ou estudar. Mas ao longo dos anos essas pessoas escolhem andar por caminhos tortuosos que os levam justamente para situações que promovam prejuízos para si mesmas, como o vício da bebida, do fumo ou das drogas. E é a partir daí que realmente começam os problemas.

Geralmente, esses problemas começam durante a adolescência quando os jovens querem experimentar novas experiências. Porém, se os pais não estiverem atentos ao comportamento dos filhos certamente não perceberão que estes estão se envolvendo com coisas erradas. Se a família, ao perceber alguma mudança, não tomar nenhuma atitude que venha ajudar este jovem a voltar ao caminho correto o problema só irá aumentar e, quando perceberem, será tarde demais.

Mas o mais triste é que tanto os jovens quanto os adultos – cristãos ou não –, apesar de serem informados dos riscos que os vícios oferecem, ainda assim persistem no erro. Quantos casos de alcoolismo, pessoas viciadas em crack, cocaína e cigarros nós vemos diariamente ao nosso redor, com as pessoas prejudicando seu organismo e, consequentemente, sua vida? São inúmeros e a cada cresce mais.

As consequências são as mais graves possíveis, como o câncer provocado pelas mais de cinco mil substâncias contidas no cigarro, alterações no sistema nervoso e respiratório provocadas pelo uso das drogas e álcool, entre outras. E tudo isso faz com que a pessoa não consiga trabalhar ou estudar, ou simplesmente cuidar da família.

O custo disso tudo é muito alto tanto para o viciado quanto para sua família, especialmente em casos de internação hospitalar. Por isso a indignação ao vermos que uma pessoa que nasce perfeita e saudável consegue deteriorar seu próprio organismo e sua própria vida.

Se você está enfrentando esses problemas, abra sua mente e perceba como o vício faz mal para a saúde; procure reagir de forma positiva, buscando fazer atividades que mantenham sua mente ativa e, principalmente, tenha coragem para mudar e ser uma nova pessoa.

Não maltrate seu corpo e mente com coisas que não edificam, pelo contrário, só causam dor e tristeza. Peça a Deus para que te dê forças para mudar, certamente Ele fará isso por você!

Deus o abençoe!

Compartilhe:

Deixe comentário