Didyma possui um dos mais bem preservados templos da Antiguidade

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

Istambul – 10/04/2020

Importante local religioso nos tempos antigos, Didyma (atual Didim, Turquia) era famosa por abrigar o imponente Templo de Apolo, um dos mais bem preservados da Antiguidade, e se conectava com a cidade de Mileto por meio da chamada Estrada Sagrada da época do imperador Trajano, em 101 d.C. Fechada aos turistas, a estrada que data de 700 a.C., tinha 16 km e foi usada pelos peregrinos que se dirigiam a Didyma para cultuar o deus Apolo. Naquela época, acreditava-se na capacidade de prever os eventos futuros, por isso, muitas pessoas se dirigiam para lá em busca de revelações do oráculo.

A cidade de Didim está localizada na província de Ayd?n, na costa do Mar Egeu, tendo o turismo como uma das principais fontes de subsistência. Além das ruínas históricas, os turistas vão a Didim em busca de suas belas praias na costa da Baía Güllük, entre as quais estão: Alt?nkum (Areia Dourada), Gümü?kum (Areia Prateada) e Sar?kum (Areia Amarela).

A região, que data do período Neolítico, foi primeiramente habitada pelos colonos de Creta e dominada posteriormente por diversas civilizações, como os lídios, os persas, os selêucidas, os romanos e os bizantinos.

Templo de Apolo

Depois do Templo de Ártemis, em Éfeso, o Templo de Apolo era o segundo maior com 120 imponentes colunas, das quais restam de pé apenas duas. No sítio arqueológico é possível ver a cabeça da Medusa usada para decorar a fileira de colunas. De acordo com a lenda, a Medusa era uma mulher cujos cabelos haviam se transformado em serpente e quem olhasse para ela se transformaria em pedra. É possível encontrar esse tipo de escultura em alguns locais históricos da antiguidade greco-romana, como a Cisterna da Basílica, no bairro de Sultanahmet, em Istambul.

Esse santuário foi de muita importância para os imperadores romanos, como Adriano e Trajano – que reconstruiu a Estrada Sagrada. Consta que, em 303 d.C, o imperador Diocleciano consultou os oráculos sobre como deveria agir em relação ao aumento do número de cristãos.

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

A partir daí os cristãos sofreram uma das piores e mais sangrentas perseguições durante o Império Romano. Mas as práticas pagãs foram esquecidas com a chegada da Era bizantina, período em que o cristianismo foi visto com mais tolerância, vindo posteriormente a se tornar a religião oficial do estado.

O apóstolo Paulo visitou a região de Mileto, que engloba também Didim, antes de prosseguir para Jerusalém, onde passaria o dia de Pentecostes. De Mileto, Paulo mandou chamar os presbíteros da Igreja de Éfeso, em que fala que esteve o tempo todo servindo na Ásia Menor com amor, humildade, lágrimas e provações. O Livro de Atos (13 – 26) mostra a preocupação do apóstolo com seu futuro e se despede daquela região, orando com os presbíteros.

Caminhos Cristãos

 

Para quem quer conhecer mais sobre o início do cristianismo e as Sete Igrejas da Ásia Menor, visite o site www.caminhoscristaos.com.br e adquira o exemplar do livro Turquia – Caminhos Cristãos e as Sete Igrejas da Ásia Menor.

 

Compartilhe:

Deixe comentário